6 de setembro de 2011

Seguro-saúde contra os imprevistos

Melhor viajar com a consciência tranquila do que correr riscos e ter pesadelos depois

Ninguém nunca pensa em ficar doente, sofrer um mal-estar ou algum acidente quando sai de férias naquela tão esperada viagem para o exterior. Mas imprevistos, infelizmente, acontecem. Já pensou comer aquela comida exótica e ficar todo pipocado? Ou torcer o tornozelo em um buraco na rua ou descendo uma escada e precisar ir a um hospital tirar o raio-X? Por isso, é fundamental fazer um seguro-saúde antes de embarcar para qualquer destino internacional.

O seguro-saúde garante o atendimento médico durante a viagem. Sem ele, é preciso pagar todas as despesas com médicos e hospitais. E, acredite, o preço é bem salgado nos Estados Unidos e na Europa. A maioria dos principais destinos turísticos exige do viajante o seguro-saúde na hora de entrar no país. Por isso, não corra o risco de ser barrado no desembarque e acabar sendo obrigado a entrar no primeiro voo de volta para o Brasil.

Você sempre deve verificar que tipo de despesas faz parte da cobertura: hospitalização, intervenções cirúrgicas, honorários médicos, enfermaria, práticas odontológicas, exames de análises clínicas ou de alta complexidade, medicamentos...

É importante, também, durante a viagem ter sempre com você toda a documentação necessária para acionar o seguro. Em uma emergência, é preciso saber a quem recorrer. Muitas vezes, o seguro reembolsa algumas despesas, como a compra de remédios. Por isso, guarde com cuidado toda a documentação para garantir o cumprimento do contrato.

É sempre melhor viajar com a consciência tranquila do que correr um risco de enfrentar um pesadelo depois.
 

Clique no banner e faça a simulação do seu seguro viagem